Produtos acabados – Julho

24

Não sei se já ficou claro, mas eu sou uma grande consumidora de produtos cosméticos e dermocosméticos. Alguns dão super certo, outros nem tanto. Hoje vou mostrar aqui alguns produtinhos que acabaram nas últimas semanas e dizer se valeram a pena e se pretendo recomprá-los.

 

1. Água Micelar Garnier (preço/ml)

Como já contei aqui, uso água micelar pela manhã antes de lavar o rosto – mas a principal função desse produto, pra mim, é a de remover maquiagem/sujeira. Todas as noites uso a água micelar antes de lavar o rosto pra garantir a melhor limpeza possível e tirar totalmente a maquiagem. Não vi muita diferença entre todas as marcas que já experimentei. Acabo comprando a da Garnier com mais frequência porque o preço é bem bom e vem bastante produto. Atualmente, estou usando a versão da tampinha verde, que é **********, mas acho as duas praticamente iguais.

 

2. Hidratante facial first aid (preço/ml)

Esse hidratante foi recomendado pela atendente da Sephora – segundo ela, ele faria maravilhas pela minha pele oleosa. Daí comprei, e adivinha? Detestei. Não consegui de jeito nenhum usar pela manhã, com ou sem maquiagem – achei que minha pele ficou mais oleosa que o normal. Inclusive, estranhei ele não ser em gel, como a maioria dos hidratantes voltados pra pele oleosa. Acabei usando o produto de noite, depois do sérum, e aí senti a pele mais hidratada, mas nada demais. Não vou recomprar por motivos de: tem muitos outros mais baratos que proporcionam o mesmo resultado.

 

3. Cremes de potinho nívea

Sempre tenho um desses (ou dois) na bolsa. Meu preferido é o tradicional, da latinha azul. Acho ele super prático, não vaza, não é muito melequento… uso principalmente pra hidratar as cutículas e adoro.

 

4. Sabonete facial Effaclar / Sabonete facial Vichy

Eu tenho uma ~coisa com sabonetes, shampoos e condicionadores. Não consigo usar sempre o mesmo. Eu sinto que meu corpo/rosto/cabelo enjoa do produto, sabe como é? Já sentiu algo parecido? Por isso, sempre uso vários ao mesmo tempo. Foi o caso desses dois, o Effaclar e o (?????). Fui usando um por dia no banho, normalmente com o Clarisonic, até acabarem. Acho que o Effaclar limpa melhor e não deixa o rosto repuxado. O Vichy parece leve demais – parece que não tá limpando de verdade. Sempre recompro o Effaclar, mas o Vichy foi a primeira vez que usei – e não pretendo recomprar por enquanto.

 

5. Shampoo seco Batiste

Não tenho nem ideia de quantos desse já usei ao longo dos anos.

Comentários

Orlando #01 – Disney Hollywood Studios

 

Esse é o primeiro post do especial de férias em Orlando. Ao longo das semanas, vou falar sobre os 4 parques da Disney e os 3 da Universal. Expliquei tudo aqui!

 

 

O Disney Hollywood Studios foi o primeiro parque do nosso roteiro. Saímos de casa umas 7h45, e de carro demorou uns 20 minutos pra chegarmos. Nesse dia (segunda-feira, 10/7) o parque só abria às 9h, mas 8h30 já tava LOTADO, mesmo com todas as atrações ainda fechadas.

Dica: chegue nos parques antes do horário de abertura, principalmente se quiser estacionar em uma vaga relativamente boa e/ou ir em atrações populares – as filas ficam insanas! Planeje cada um dos parques com antecedência, e se não conseguir usar o FastPass pra uma das atrações mais movimentadas, comece por ela (não sabe o que é FastPass? Expliquei aqui).

 

Antes de visitar cada um dos parques, sentamos e fizemos um planejamento – uma lista de quais atrações eram essenciais e em qual ordem visitá-las, de acordo com a popularidade de cada uma e sua localização. Cada parque é dividido em “áreas”, e pode ser uma boa ideia explorar uma dessas áreas por vez, pra não ter que ficar indo e voltando. Clique no mapa abaixo pra aumentá-lo e entender melhor!

 

Atrações

Aqui é um bom momento pra contar que: eu não vou em nada ~radical. Passo mal, tenho medo, não curto nenhum tipo desses brinquedos. Meu negócio é a parte lúdica mesmo – os shows, os desfiles, os personagens… e um ou outro simulador, mas nada intenso! Por isso, vou contar aqui não só as minhas experiências, mas também as da galera corajosa do meu grupo que enfrentou atrações que eu passei mal só de ver do lado de fora! Hahaha

 

The Great Movie Ride

É um passeio de trem/ônibus bem tranquilo dentro do Chinese Theater. Ao longo do passeio, vemos cenas, pôsteres e personagens de filmes de Hollywood (quase todos antigos). Duração: 22min.

Star Tours – The Adventures Continue

Esse é um simulador 3-D com movimentos intensos e pequenas quedas. Fiquei morrendo de medo, mas adorei! Recomendo FastPass, pelo menos por enquanto, porque essa atração é nova e as filas costumam ser bem demoradas.

Toy Story Mania!

Minha atração preferida desse parque, sem dúvidas! Sentamos de 2 em 2 num carrinho que anda, gira e para – e quando para, cada pessoa tem uma arma pra atirar nos alvos. É 4-D e a pontuação é individual – você compete com a pessoa do seu lado e com os outros que estão no mesmo carrinho (no máximo 8 pessoas). Eu amei e super queria ir de novo, mas tivemos que usar o FastPass aqui também, então não deu pra repetir. 🙁

Rock ‘n’ Roller Coaster Starring Aerosmith

Essa é a famosa montanha russa do Aerosmith. Se não tiver FastPass, vá logo cedo porque é bem popular – os corajosos do grupo adoraram! É uma montanha russa indoor, tem loopings e toca músicas do Aerosmith durante o trajeto.

The Twilight Zone Tower of Terror

Mais uma que os corajosos super curtiram. A fila tava “pequena” – dizia 40min de espera, mas na verdade demorou uns 25min. É um “elevador de hotel” que despenca. Obviamente não fui nesse! Hahaha

 

Shows

Essa é minha área! Sou uma grande criança – amo ver os shows, os personagens, cantar as músicas… e esse parque tem um show mais lindo que o outro! Ao entrar no parque e pegar um mapa, pegue também um Times Guide – um panfleto com os horários de todos os shows ao longo do dia. Esse guia é essencial pra se programar e não perder nenhum show. Esses são os que assistimos:

 

For the First Time in Forever: A “Frozen” Sing-Along Celebration

Eu amei, mas já adianto que quem não fala inglês talvez não curta muito. O show é conduzido por dois “historiadores” contando a história de Arendelle. As piadas são ótimas, mas os personagens principais aparecem muito pouco. Durante o show, as cenas de música do filme aparecem no telão com a letra pra todo mundo cantar junto. Saí quase rouca! Haha. Teatro fechado. Duração: 30min.

Jedi Training: Trials of the Temple

Esse show é sensacional pra crianças entre 4-12 anos! Eles podem se registrar pra participar do show, e receber um “treinamento Jedi” na frente de todo mundo. É uma fofura! Pra participar, tem que chegar bem cedo no parque e se registrar. Ao ar livre. Duração: 25min.

Voyage of The Little Mermaid

É um teatro musical que mistura atores, marionetes e cenas do filme. Tem vários efeitos especiais – luzes pelo teatro e bolhas de sabão. É muito fofo! Teatro fechado. Duração: 17min.

Beauty and the Beast – Live on Stage

Sem dúvidas, o melhor show do dia! Imperdível! A produção é incrível, digna de show da Broadway. As fantasias são maravilhosas, os atores e dançarinos são excelentes… sem palavras pra esse show. Não perca! Teatro coberto. Duração: 30min.

Star Wars: A Galaxy Far, Far Away

Ao longo do dia, dois shows de Star Wars ocorrem no Center Stage, um palco ao ar livre em frente ao Chinese Theater. Um é tipo um “desfile” dos Stormtroopers, e o outro tem vários dos personagens principais interpretando algumas cenas. São bonitinhos se você estiver passando por perto, mas na minha opinião, não vale a pena ficar torrando no sol esperando o show começar.

 

Além de tudo isso, ainda dá pra procurar os personagens pelo parque e tirar fotos com eles. É bem bonitinho, mas às vezes o calor e a fila não compensam o esforço! Hahaha

Conclusão: eu AMEI esse parque. Ele tem atrações pra todos os tipos de público, e o dia passou voando. Já quero voltar! Se você se interessou, tenho uma dica: espere um tempinho pra visitar o Hollywood Studios porque tem uma área do Toy Story sendo construída. Em breve, ele será mais legal do que já é hoje! 😀

Comentários

Rotina de cuidados faciais – noite

 

Como já contei nesse post aqui, faço o possível pra não descuidar do meu rosto. Minha pele é sensível, oleosa e propensa à acne – tanto que, sempre que viajo, tenho que levar um monte de produtos, senão é certeza que desanda! Hahaha

Hoje vou mostrar como é minha rotina facial noturna, quais são os produtos que uso e em qual ordem 🙂

 

1. Limpar

A primeira coisa que faço à noite é “pré-limpar” o rosto com água micelar ou demaquilante. Faço isso pra tirar a maquiagem e/ou o protetor solar – sinto que a pele fica mais limpa com essa dupla-limpeza, sabe? Como não uso maquiagem à prova d’água, não tenho marca preferida de lenço demaquilante nem de água micelar porque todos dão conta do recado. Atualmente, estou usando essa água micelar:

Garnier, Água micelar para pele oleosa e sensível ($9 por 400ml). O rótulo diz que é matificante, mas não percebo esse efeito na minha pele. Clique na foto pra ver a linha completa no site oficial da Garnier (em inglês).

Depois da pré-limpeza, uso um sabonete facial que limpa e não resseca a pele. Meu preferido do momento é esse aqui:

Philosophy, Purity ($24 por 236ml). De acordo com o site, o sabonete é 3 em 1: limpa, tonifica e hidrata levemente a pele. Clique na imagem pra ver o site oficial da Philosophy (em inglês).

Como já contei, gosto de usar o Clarisonic ou o Foreo Luna nesse passo. Sinto que a pele fica mais limpa, mais lisinha e absorve os produtos melhor. Querem um post comparando essas duas ferramentas?

 

2. Tonificar

Uso o mesmo tônico pela manhã e à noite. É o Witch Hazel, um adstringente 100% natural que limpa, acalma e trata irritações de pele, e pode ser usado no rosto ou no corpo. Estou usando há uns 3 meses e amando! Minha pele ficou muito melhor depois que inseri esse produto na minha rotina.

T. N. Dickinson’s, Witch Hazel ($4 por 473ml). O cheiro é meio esquisito, mas some assim que aplicado no rosto. Sinto a pele mais “clara” – menos vermelha, menos irritada, com menos espinhas e cravos… super funcionou pra mim. Se tiver uma chance, compre ou peça pra alguém comprar pra você. Só amor! Clique na foto para ler mais sobre esse produto (em inglês).

 

3. Cuidar

Com a pele limpa e tonificada, o próximo passo é cuidar. Há anos tenho um produto queridinho que não troco por nada:

SkinCeuticals, Blemish+Age Defense (R$239 por 30ml). Esse sérum pode ser usado também pela manhã, mas eu prefiro usar só à noite. Apesar de ser caro, rende bastante – 3 ou 4 gotinhas são suficientes pro rosto todo. Ele ajuda tanto no combate às espinhas e oleosidade quanto na prevenção de linhas finas e rugas. Clique na foto pra ver o site oficial da SkinCeuticals.

 

4. Hidratar

O último passo da minha rotina é a hidratação. Como já contei, não costumo usar hidratante pela manhã, mas à noite não fico sem. Não tenho nenhum hidratante que amo – estou sempre testando novos porque ainda não me apaixonei por nenhum! Procuro opções específicas pra pele oleosa e com tendência à acne. (Sugestões?)

Atualmente estou usando esse noturno de Aloe, da The Body Shop:

The Body Shop, Creme hidratante facial calmante noturno Aloe Vera (R$72 por 50ml). A pele fica bem hidratada, mas achei ele um pouco pesado. Clique na imagem pra acessar o site oficial da The Body Shop.

Não costumo usar nenhum hidratante específico pra área dos olhos. Às vezes compro algum pra experimentar, mas nunca acho que o resultado vale o preço. Se tiver algum que ama, por favor, me conte! 😀

 

Como eu disse no post da rotina matinal, essa rotina funciona super bem pra mim, não demora mais que 10 minutos e é questão de se acostumar. Se você não tem o hábito de cuidar da pele, que tal dar uma chance? Busque produtos que combinem com seu tipo de pele (e com seu bolso) e experimente usá-los todos os dias. Nesse post aqui falei um pouco sobre como criar um hábito. Se tentar, compartilhe sua experiência e seus resultados aqui nos comentários! Conte também quais são seus produtos preferidos!

Comentários

Um hábito por vez – Água

 

Três semanas atrás eu falei nesse post aqui sobre alguns hábitos que gostaria de criar ou mudar na minha vida. Hoje, 21 dias depois, venho contar sobre o primeiro. Bora?

 

Beber 2 litros de água por dia

Sucesso! E foi muito mais fácil do que eu esperava!

Já na primeira semana, só não bebi os 2 litros de água em um dos dias – final de semana, rotina diferente, nem sempre dá pra levar água suficiente quando você sai… de qualquer forma, na maioria dos outros dias acabei bebendo até 3 litros. Percebi que, tendo uma garrafinha ou um squeeze sempre por perto, é quase que automático beber água ao longo do dia.

Esse squeeze é meu grande companheiro… se eu o esquecer em casa, capaz de ele ir sozinho atrás de mim! Hahaha

 

As duas semanas seguintes foram bem tranquilas. Tenho bebido de 2 a 3 litros de água todos os dias sem fazer nenhum esforço. (Mentira: o esforço é carregar água com você pra todos os lados! Água pesa! Hahaha) Mas sinto que meu corpo se acostumou à rotina em bem menos de 21 dias. Logo, teoria aprovada! 😀

Se você se interessou por esse hábito ou está tentando aumentar sua ingestão diária de água, tenho algumas dicas que podem te ajudar:

 

1. Descubra como você gosta da sua água

Eu sou uma daquelas pessoas esquisitas que sentem gosto em tudo, inclusive na água. Esse papo que água é tudo igual definitivamente não funciona comigo. Por isso, não consigo beber qualquer água. Aqui nos EUA, temos filtro em casa e também compramos água. Em média, um engradado com 24 garrafinhas de 500ml custa $4. É bem barato, principalmente se comparado ao preço no Brasil. A questão é que eu sou bem preocupada com o meio ambiente e a ideia de jogar fora no mínimo 4 garrafas plásticas por dia me apavora. Não consigo beber a água do filtro “pura”, mas se misturo com um pouquinho (tipo 1/3) de água da garrafinha, o gosto estranho que sinto quase que some. Além disso, começamos a comprar também galões de água. O preço é basicamente o mesmo (cerca de $3 por 9 litros), mas a produção de lixo é muito menor. <3

A temperatura da água também faz toda a diferença pra mim. Não consigo de jeito nenhum beber água gelada. Sinto que não mata a sede, sabe? É difícil de beber. Água, pra mim, é sempre em temperatura ambiente – ou como diz o marido, quase morna. Fazer o quê, né? Hahaha

 

2. Adicione sabor à sua água

Outra dica bacana pra quem não é chegado em água é mudar seu sabor adicionando frutas ou vegetais. Dá pra colocar fatias de limão ou pepino, por exemplo, em uma jarra com água e deixar na geladeira durante a noite. Na manhã seguinte, a água está geladinha e com um leve gostinho – até curto assim no verão (mas ainda prefiro água pura normal).

Tirei essa foto no Walmart. Você paga $2,84 por um galão desses, que é ótimo pra encher de água e frutas e deixar na geladeira!

 

3. Não espere ter sede pra beber água

Como eu disse lá em cima, tenha sempre água por perto. Quando sentimos sede, quer dizer que já passou da hora de beber água! Percebi logo na primeira semana que não sinto mais sede justamente por isso – mantenho meu corpo hidratado o tempo todo. Senti sede no único dia que não consegui beber os 2 litros.

Além disso, muitas vezes confundimos fome com sede. Faça um teste: da próxima vez que sentir fome fora do horário das suas refeições, experimente beber um copão de água e espere uns 10-15 minutos. Se ainda estiver com fome depois disso, tudo bem… mas muitas vezes passa, porque na verdade você estava com sede. 😀

 

4. Crie objetivos ao longo do dia

Confuso? Eu explico: todos os dias, me esforço pra beber pelo menos 1 litro de água até o meio dia. Nos dias em que acordo mais tarde ou fico mais ocupada pela manhã, percebo que é mais difícil beber os 2 litros. Além disso, tento sempre terminar os 2 litros até lá pelas 18h por motivos de: é um saco ficar acordando a noite toda pra fazer xixi! Dessa forma, garanto que vou atingir os 2 litros – e inclusive ultrapassar a meta, porque pra mim é impossível não beber mais nada de água até o dia seguinte.

 

E você, qual hábito escolheu pra começar? Como está sendo o processo? Conte nos comentários! 😀

Comentários